6.12.15

BD curta / short Comic - Revista Cais

Aqui ficam uns "work-in-progress" da minha última colaboração: uma BD curta, de Natal, para a revista Cais, com história e argumento de André Oliveira.
Espero que neste Natal possam apoiar as causas sociais, cada vez mais pertinentes, que esta associação sem fins lucrativos defende há anos, ao 
adquirirem a revista.


 

Here's a work-in-progress from my lastest collaboration: a Christmas comic for Cais magazine, a non-profitable association, with script by André Oliveira.

22.11.15

BD Curta, Navegador na Revista Gerador nº6

Venho falar-vos da minha colaboração com a Revista Gerador, uma revista trimestral com tema e designer diferente em cada número, sobre os eventos culturais em Portugal.

Tenho de admitir ter ficado agradavelmente surpreendida pelo convite feito pelo director da revista, para fazer uma BD curta, visto ter poucos trabalhos de BD até agora. Mas aceitei o desafio de fazer uma BD curta de 6 páginas, dentro do tema, "Património Português". O meu ultimo trabalho de BD, sem contar com a página auto-conclusiva para o projecto Cadáver Exquis de Daniel Maia, foi uma BD de 4 páginas para a antologia Zona Nipon 2, intitulada "Sayonara", nas quais quais desenvolvi também o argumento.
Neste projecto, decidi ser o mais rigorosa possível na minha abordagem e, depois de investigar as várias metodologias que podia adoptar, escolhi começar com o argumento, que foi por si só um desafio, procurando dentro do universo de possibilidades sobre Património Português uma perspectiva contemporânea interessante.
Foi um tema que pouco me apelava, pois a minha opinião no que diz respeito à identidade portuguesa e consequentemente à imagem do povo português é no mínimo fraca. Aliás, em relação a este assunto lembro-me sempre da música dos Deolinda, "Parva que sou".
Então, procurei nas lendas portuguesas a inspiração. Depois de alguma pesquisa, descobri as lendas das ilhas dos Açores, e dai em frente só tive de deixar correr a imaginação...À 2ª tentativa lá consegui um argumento que podia ser contado em 6 páginas.
Depois foi a vez da adaptação - que foi outra conquista - das sequências certas e do ritmo apropriado do storytelling.
Depois juntei tudo em "lume brando", introduzi uma paleta cromática que me "apimentou" a ambiência da historia, e assim surgiu o "Navegador", a minha primeira BD a cores.
Para verem a BD na integra, adquiram a Revista Gerador #6, e apoiem este projecto cultural.

Este é um "preview" da minha colaboração com a revista Gerador #6.

24.9.15

Ilustração - Concurso Pingo Doce 2015

Estes são os trabalhos com os quais concorri ao concurso Prémio de Ilustração Infantil Pingo Doce 2015. Foram trabalhos que deram algumas dores de cabeça, pois foi a primeira vez que fiz várias perspectivas animadas de uma mesma personagem para Literatura infantil.
Comecei por desenvolver a personagem, tento em conta a faixa etária e os tipos diferentes de ilustrações já publicados no mercado livreiro. Preocupei-me em tentar satisfazer as exigências de qualidade do público-alvo, que está habituado a séries como SpongeBob. Sinceramente, preocupei-me primeiro com este aspecto, acreditando que o trabalho apela por si, não tentando "moldar" a minha expressão a estéticas mais divulgadas em publicações recentes. Acredito na diversidade de estilo e em trabalhos com qualidade, e as propostas que aqui mostro são tentativas nesse caminho.
Como o trabalho criativo dum ilustrador nunca está acabado ou estanque numa determinada expressão, vou continuar a desenvolver ilustrações que cativem e façam sonhar, como acontecia comigo quando era pequena.





São 5 ilustrações, capa e contracapa.

16.9.15

Impressões para venda | Prints for sale

Seguindo a dica do meu colega, as impressões de alta-qualidade que regressaram do XI FIBDB continuam disponíveis a "preço de feira" até final de Setembro, enquanto dura o período de saldos. Estas prints (a 8,00 e 4,00€) podem me ser pedidas directamente, por email (susysann(at)gmail).



Following my colleague's idea, the high-quality prints that returned from XI FIBDB will still be available at "fair prices" until the end of September, while the sale seasson lasts. These prints (from 8.00 to €4.00) can be ordered directly by email (susysann(at)gmail).

9.9.15

Nova BD em progresso | New comics WIP



A minha terceira BD curta jamais feita está agora a meio. Deixo aqui uma breve amostra por ora e partilharei mais info em breve… 

My third ever comics story is about halfway done. Here’s a brief glimpse for now and I will share more info regarding it soon…

22.6.15

Hellboy

Terminado há duas semanas, este Hellboy de Mike Mignola foi desenhado pelo Daniel Maia e é a primeira vez que pintei um trabalho doutro autor. Sempre gostei da personagem, por ser uma entrada original e bem conseguida dentro do universo norte-americano de comics, e quis experimentar uma abordagem minha desta imagem.
Apesar de trabalhar com ferramentas digitais há anos, terminei recentemente uma aprendizagem mais específica em digital art, sendo esta a 2a coloração digital mais completa e de produção metodológica feita desde então. E além da adaptação a uma nova ferramenta, o próprio processo de colorir algo é-me algo estranho, pois estou habituada a pintura plástica, onde as cores não estão tão subordinadas ao que está definido pelo lápis, como acontece neste trabalho.


Finished two weeks ago, this Mike Mignola’s Hellboy was drawn by Daniel Maia and it was the first time I painted another author’s work. I always liked the character, being an original and successful entry in the north-american comics’ universe, and I wanted to try my own approach at this image.

Despite working with digital tools for years, I’ve recently completed a more specific learning in digital art, and this is the 2nd most complete digital coloring and methodological production I made since then. And in addition to adapting to a new set of tools, the very process of coloring was rather strange, because I'm used to fine-arts painting, where the colors aren’t as subordinate to what is defined by the pencils, as in this artwork.

17.6.15

TMNT PT: Exhibit / Exposição

Depois de ter apresentado o vol.3 d’O Infante Portugal no FIBDB, em 2012, participei este ano numa colectiva dedicada às Tartarugas Ninja, coordenada por GEvan. Já referi esta iniciativa algumas vezes, mas deixo agora algumas fotos da mostra.
Paralelamente à expo em si, esteve à venda na área comercial alguns prints da personagem que ilustrei – Vénus de Milo.





After having presented The Infante Portugal’s vol.3 at FIBDB, in 2012, this year I participated in a colective exhibit dedicated to the Teenage Mutant Ninja Turtles, coordinated by GEvan. I already mentioned this initiative a few times, but now here are photos of the show.Aside the exhibit, there was also a few prints available in the commercial area, with the character I’ve illustrated – Venus de Milo.

13.6.15

Venus de Milo

Agora que já foi publicada no grupo TMNT PT e exposta na colectiva no XI Festival Internacional BD de Beja, partilho a versão final da ilustração que pintei digitalmente, figurando a heroína “rejeitada” Vénus de Milo, também conhecida por Mei Peih Chi.
Now that it has been published by TMNT PT group and shown in the collective at XI Beja’s International Comics’ Festival, here’s the final version of this digitally painted illustration, featuring "rejected" hero Venus de Milo, also known as Mei PeihChi.


Comecei por investigar as raízes da personagem, estreada na série de Tv Tartarugas Ninja (1997-1998), o que me levou a pesquisar várias espécies de tartarugas asiáticas, fatos e armas, e até artistas marciais. O progresso de tornar uma tartaruga feminina foi um desafio exigente e quis frisar na imagem alguns aspectos relativos a ela, tais como os seus poderes místicos e ser a única Tartaruga baptizada com nome de uma obra de arte, mais o facto de ter sido descartada pelos criadores das TMNT após a sua inclusão no programa – o que não deixa de ser polémico, pois o motivo pelo seu afastamento deve-se a ser uma distração, supostamente devido aos seus atributos femininos…

I began by investigating the character’s roots, who premiered in the Teenage Mutant Ninja Turtles Tv series (1997-1998), which led me to research various species of Asian turtles, suits and weapons, and even martial artists. The process to make a turtle look female was a challenge and I wanted to highlight some specific aspects in it, such as her mystical powers and being the only Turtle named after a work of art, plus the fact that she was shun by TMNT’s creators following her inclusion in the program – which is nonetheless controversial, given the reason for her departure was due to being a distracting, allegedly due to her female attributes...


Foi especialmente por essa razão que escolhi ilustrá-la, homenageando-a num cenário épico, alusivo a um mestre chinês do kung fu – Bruce Lee, numa famosa cena de O Dragão Ataca –, onde a sua maior adversária é a sua própria identidade.

It was this reason that I chose to illustrate Venus, paying her homage amidst an epic scene, alluding to a Chinese master of kung fu – Bruce Lee, in a famous scene from Enter the Dragon –, where the greatest opponent is her own identity.


11.6.15

Ossos do Cadavre | Cadavre’s bones

Há tempos fui convidada a participar na projecto CC:CE, coordenada pelo DanielMaia, que desafiou os autores portugueses a colaborar numa banda desenhada colectiva onde o objectivo foi criar uma continuação às páginas de BD anteriores à nossa, construindo uma narrativa surreal e inventiva uma prancha após a outra. O projecto teve momentos altos, de grande adesão e sucessivas novas BDs, e momentos de inactividade, mas chegou por fim a uma conclusão. A minha intervenção foi na forma de uma surpresa, numa página extra – a #51.

A complexidade das associações livres “cadavre exquis” implica que seja algo difícil perceber a história, que é feita de twists narrativos e alguma necessidade de ler nas entrelinhas, visto faltar espaço para explicar tudo. Mas depois de se encaixar com o objectivo é um desafio criativo engraçado, que nos inspira a descobrir a história que ainda não se contou. Na minha página, decidi aprofundar o passado da Ceifeira criada na #20, que está em foco nas sequências recentes. Ou seja, mostrar o “outro lado da moeda” e dar uma maior dimensão a uma personagem até agora pouco explorada.
Apesar de ser página auto-conclusiva, está é a minha 2ª banda desenhada de sempre e quis experimentar um novo processo: abaixo estão fotos dos desenhos que fiz em separado, que depois compus digitalmente na prancha seguindo o esboço inicial.


Some time ago I was invited to participate in the initiative CC:CE, coordinated by Daniel Maia, a project that has challenged Portuguese authors to collaborate in a collective comic story, with sequences built upon previous pages and creating a whole narrative. The project had high points of great intensity and successive new pages, and moments of inactivity, but it finally reached a conclusion. My contribution was in the form of a surprise, an extra page – the #51.

The complexity of "cadavre exquis’” free associations implies some difficulty in reading the story, made of one narrative twist after another and a need to read between-the-lines. But after understanding the gist of it, it’s a fun creative challenge to do, inspiring us to discover the history yet untold. In my page, I focused on the Reaper created in #20, who is in center-stage in recent pages; to show the "flip side" and give a greater dimension to a character thus far little explored.Despite being a self-conclusive page, this is my 2nd comic ever and I wanted to try a new process: Above are drawings I made separately and then digitally compose onto the comic page, following the initial sketch I had done.


23.5.15

Curso de BD | Comics' Masterclass

Há duas semanas participei com o meu colega Daniel Maia no Curso de BD que o autor Penim Loureiro tem realizado no Museu Bordalo Pinheiro, em Lisboa, como autores convidados. Participámos na 1ª aula do 2º módulo do curso, sobre Construção de Personagens, e decidimos separar competências em noções básicas de narrativa e inserção da figura nelas, e introdução ao desenho de movimento.
Nesta última parte – que me interessa como formadora de expressão plástica e como ilustradora – revi uns exemplos de desenho pelo gesto e como apanhar a impressão de figura/composição rapidamente e fiz um exemplo prático, em suporte digital. A parte divertida foi depois ajudar os alunos num exercício que envolveu ambas as vertentes: desenho de figura aplicada numa breve sequência.

Two weeks ago I joined with my colleague DanielMaia in a Comics Masterclass that author Penim Loureiro has conducted in Bordalo Pinheiro Museum, in Lisbon, as invited guests. Participating in the 2nd module’s 1st class, about Characters’ Construction, we decided to separated fields of specialty and address the basic notions of narrative and characters insertion in it, and introduction to movement drawing. In the latter – that interests me as an arts teacher and as illustrator – I showed a few gesture drawings cases and how to quickly grab a figure/composition and also drew a practical example, in digital form. The fun part came afterwards, when we helped the students sum up both fields: draw figures in a brief sequence.

Aqui ficam algumas fotos da tarde…
Here’s a few photos from the afternoon…




24.4.15

Drawings with a vengeance! | Desenhos à paulada!

Partilho uma selecção de desenhos e esboços feitos para aquecimento, no estúdio. Por vezes, gosto de fazer pausa em vídeos que estejam a passar, para rabiscar imagens ou cenas que me inspirem, mas também desenho a partir de fotos.



Here’s a selection of drawings and doodles done as warm-ups, over at the studio. Sometimes, I like to pause videos that are playing, to sketch imagens or scenes that may inspire me, but I also draw from photos.

21.4.15

Gravuras I | Engravings I

Uma das cadeiras que escolhi e que mais gostei na faculdade (FBAUL) foi a de Gravura. Fiz vários trabalhos entre 2002-2005 (salvo erro) mas não ultrapassam uma vintena, porque é uma técnica morosa. Podemos demorar todo um dia ou, no mínimo, uma tarde inteira só para aproximar os testes do resultado final pretendido! O método é gradual e cumulativo, e os suportes – chapas de zinco, cobre, linóleo etc – requerem um certo período de adaptação ao processo, também.

Todavia, é das minhas técnicas preferidas e seleccionei algumas peças para partilhar, feitas em diferentes modos: as duas primeiras gravuras foram realizadas em ponta seca, que é riscar/desenhar directamente sobre a chapa, e as três seguintes foram apontadas em ponta seca mas finalizadas em água-forte, tendo a última sido uma experiência com máscara de cor.


Um detalhe curioso de assinalar é que os desenhos feitos em ponta seca foram referenciados a partir de revistas da National Geographic, enquanto que as outras ilustrações em água-forte partiram de fotos tiradas por mim em viagens.
Infelizmente, nunca tive oportunidade de incluir estas peças de gravura em exposições, dado que as folhas são frequentemente grandes e frágeis, entre o A1 e A0, e de difícil transporte.



One of the courses that I choose and liked best in college (FBAUL) was that of Engraving. I did various works between 2002-2005 (as far as I recall) but they didn’t surpass some twenty pieces, because it’s a time consuming technique. We can take an entire day or, at least, a full afternoon just to bring the tests to the desired result! The method is gradual and cumulative, and the supports – zinc and copper sheets, linoleum etc – require a period of adjustment to the process, also.
However, it’s one of my favored artistic techniques and so I’ve selected a few pieces to share, which were made in different ways: the first two pictures were made in drypoint, which is basically scratching/drawing directly on the metal sheet, and the following three were sketched in drypoint but finalized in etching, the latter being an experiment with a color mask.

A curious detail to note is that the designs made in drypoint were referred from National Geographic magazines, while the other illustrations in etching came from photos taken during travels. Unfortunately, I never had the opportunity to include these engravings in exhibits, as the artboards are often large and fragile, and difficult to transport.

13.4.15

Exposed half-shell | Carapaça exposta

Sem revelar muito deste desenho que venho desenvolvendo aos poucos nos últimos meses, aproveito que ele está prestes a sair ao público para partilhar aqui uma foto do seu progresso. Apesar de o ter aproveitado como desculpa para aprofundar conhecimentos em pintura digital, confesso que esta foi a fase mais empolgante: criar uma composição e desenvolver a parte da arte conceptual, ainda para mais porque tocou numa vertente que me estimula em especial, que é o antropomorfismo :)


Without revealing too much about this drawing that I have gradually developed in recent months, I take the opportunity that it’ll soon be shown online to share a picture of its work in progress. Although I used it as an excuse to deepen understanding of digital painting, I confess that this was the most exciting phase: to create a composition and work out the conceptual art part of it, even more so because it touched upon something that thrills me in particular, which is anthropomorphism :)

11.4.15

Mockingjay

Agora que o Jogos da Fome: A Revolta (Mockingjay no original) já saiu em DVD, aproveitei para fazer este desenho de aquecimento com a protagonista, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence).
Um trabalho desenhado com grafite …e com uma borracha!

Now that The Hunger Games: Mockingjay is out on DVD, I took the cue and made this warm-up drawing with the protagonist, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence).
A work that was both drawn with graphite …and with an eraser!

10.4.15

Blogs revistos | Blogs revamped

Agora que estou a reciclar a minha presença online e a retomar o networking que tenho deixado desamparado, decidi somar ambos os meus blogs num só, para concentrar “visitas” e, no processo, facilitar a minha vida… Daí que, embora vá retocar alguns destes posts em breve, todo o conteúdo do antigo Sketchblog foi transferido para este blog central e pode doravante ser consultado nos "botões" de Página alusivos.
Com vista a maior globalidade de visitantes, sempre que for pertinente passarei também a traduzir os posts para inglês.

Obrigado pela compreensão – a programação contínua dentro de momentos… ;)

Now that I'm recycling my online presence and resuming the networking that I have left abandoned, I’ve decided to add both of my blogs into just one, so as to concentrate "visits" and, in the process, make my life a bit easier ... Hence, although I will soon touch up a few of these posts, all of the old content in Sketchblog has been transferred to this central blog and can now be found in the new respective top Page bottons.
Also, in order to achieve a greater range of visitors worldwide, whenever relevant I will also translate my posts into English.

Thanks for your understanding - the program will be resumed in a few moments... ;)

31.3.15

Curso de BD - Museu Bordalo Pinheiro

Fui convidada a participar no Curso de BD que o autor Penim Loureiro vai promover no Museu Bordalo Pinheiro, entre 11 de Abril e 30 de Maio, todos os Sábados, das 14h às 17h. Participam ainda os autores João Mascarenhas, André Oliveira, Daniel Maia, Rosário Félix, Lígia Sousa e ainda Nuno Lourenço Rodrigues, pelo The Lisbon Studio.
Esta será a primeira vez que realizo um workshop após ter obtido o meu CAP/CCP, e haverá um diploma para os frequentadores.


Deixo aqui mais informação aos interessados…

Objectivo: Destinado a maiores de 16 anos, este Curso é especialmente indicado para todos os que querem conhecer mais acerca do fascinante universo da B.D., para quem procura uma nova forma de libertar a criatividade e testar os seus próprios limites artísticos, para os que nunca tentaram a narrativa gráfica mas gostavam de experimentar algo inovador, ou para os que até já se iniciaram nesta área, mas perderam o ânimo e agora gostariam de voltar.

Modelo: 1º Módulo – Aprender técnicas básicas da Banda Desenhada, enfrentar o medo de desenhar ou de esboçar uma BD, e descobrir como superar possíveis limitações no argumento ou no desenho; 2º Módulo – Estimular a criatividade através da linguagem da Banda Desenhada, ganhar motivação para realizar projectos de narrativa gráfica, dando ênfase ao estilo pessoal através da prática e da troca de experiências.

Duração: 1º Módulo, 4 dias; 2º Módulo, 4 dias. Preço: Cada módulo, 50€; curso completo, 90€. Inscrição: Mínimo de 5, máximo de 20 participantes. Inscrições e informações: museu.bordalopinheiro@cm-lisboa.pt (tel. 218 170 671)